Blog

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

As melhores universidades brasileiras entre os países emergentes (Brics)

A Unicamp assumiu a liderança do ranking QS Brics 2017/2018 entre as universidades brasileiras, conforme relatório pela consultoria internacional Quacquarelli Symonds (QS), responsável pela avaliação. A relação considera 300 universidades do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, os chamados Brics, países com economias emergentes. A Unicamp aparece na 12ª classificação no ranking, seguida pela USP, que está em 13° lugar, empatada com a Saint Petersburg State University (Rússia). Na edição anterior, a Unicamp estava na mesma 12ª posição, mas a USP detinha o 10º posto.

SEI_Blog-29.11

A atual edição do ranking é mais uma vez dominada pelas instituições de ensino superior chinesas, que respondem pelas quatro primeiras posições. Entre as top 10, a China tem sete universidades, o que demonstra a importância dos investimentos que o país tem feito em educação. A instituição não chinesa mais bem situada na relação é a Lomonosov Moscow State University, da Rússia, que aparece na quinta colocação.

Depois de Unicamp e USP, a universidade brasileira com maior destaque no ranking QS Brics é a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que está na 31ª posição, seguida pela Unesp, na 34ª classificação. Segundo a relação, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) é a quinta melhor instituição do Brasil, ocupando o 42° posto.

O QS Brics leva em consideração oito indicadores para avaliar a qualidade das universidades, cada um com um peso específico. São analisadas a reputação acadêmica (30% da nota), reputação dos egressos no mercado de trabalho (20%), taxa de professor por aluno (20%), taxa do corpo docente com doutorado (10%), produtividade acadêmica (10%), citações por artigo (5%), parcela de professores estrangeiros (2,5%) e parcela de alunos estrangeiros (2,5%).

Veja as melhores universidades brasileiras no top 100 Ranking QS Brics:
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) – 12º lugar
Universidade de São Paulo (USP)    – 13º lugar
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – 31º lugar
Universidade Estadual Paulista (Unesp) – 34º lugar
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) – 42º lugar
Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC-Rio) – 46º lugar
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – 47º lugar
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – 50º lugar
Universidade de Brasília (UnB) – 56º lugar
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – 57º lugar
Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – 60º lugar
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – 62º lugar
Universidade Federal do Paraná (UFPR) – 69º lugar
Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) – 88º lugar
Universidade Federal Fluminense (UFF) – 90º lugar
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – 92º lugar

Veja abaixo o top 10 do ranking QS Brics 2018:
1ª) Universidade Tsinghua (China)
2ª) Universidade de Pequim (China)
3ª) Universidade Fudan (China)
4ª) Universidade de Ciência e Tecnologia da China (China)
5ª) Universidade Estadual Lomonosov Moscou (Rússia)
6ª) Universidade Zhejiang (China)
7ª) Universidade Xangai Jiao Tong (China)
8ª) Universidade Nanjing (China)
9ª) Instituto Indiano de Tecnologia de Mumbai (Índia)
10ª) Instituto Indiano de Ciência de Bangalore (Índia)

Via Unicamp

Deixar um comentário

*