Blog

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Passo a passo para escrever uma boa redação

Escrever uma boa redação pode ser um grande desafio para a maioria das pessoas, principalmente para quem não tem lá muita habilidade com as palavras. Redigir um texto pode parecer uma tarefa complicada, mas existem algumas técnicas de escrita que facilitam o dia a dia de quem precisa treinar para se dar bem na escola, no Enem e nos demais vestibulares.

Ser eficiente com a escrita pode ser um facilitador na vida profissional, afinal de contas, quem se comunica bem tem maiores chances de alcançar o sucesso. Para ajudar você a passear com maior tranquilidade pelo universo da língua portuguesa, preparamos um passo a passo para escrever uma boa redação. Aproveite bem nossas dicas e bons estudos!

SEI_Blog-30.08

Passo a passo para escrever uma boa redação:

1. Leia a proposta com atenção
Pode parecer uma dica simples demais, mas se todos realmente prestassem atenção na proposta, certamente o número de redações zeradas no Enem, por exemplo, seria muito menor. Essa é uma falha que desclassifica muitos candidatos, principalmente os apressadinhos que não leem direito a proposta e acabam fugindo do tema. Leia, releia, aproveite a coletânea de textos (se houver) e diminua consideravelmente as chances de errar o foco narrativo ou de criar alguma coisa que o professor – ou a banca – não solicitou.

2. Faça um plano de trabalho
Fazer um plano de trabalho é mais ou menos como fazer um rascunho das ideias. Lembre-se de que ele deve ser curto, claro e objetivo. Se você optar por uma narração, por exemplo, defina no plano de trabalho seus principais elementos, como as personagens, o enredo, o espaço e o tempo. Caso seja uma dissertação, pense nas ideias e nos argumentos que serão defendidos ao longo do texto.

3. Escrever o texto
Acredite, você não vai perder tempo se dedicar alguns minutinhos para pensar na proposta e fazer um plano de trabalho antes de efetivamente começar a dedicar-se à escrita do texto, pelo contrário, essas dicas nortearão e facilitarão seu trabalho. Nessa etapa, preocupe-se apenas em deixar as ideias fluir, não se preocupe em corrigir a escrita ou as ideias.

4. Corrija seu texto
Agora sim é hora de reler o texto e observar o que pode ser melhorado. Primeiro se atenha à coerência textual, ou seja, fique de olho nas ideias ou no enredo de seu texto. Esses elementos foram bem desenvolvidos? Fazem sentido? Estão claros e serão de fácil entendimento para o leitor? Se sim, vá para o próximo passo, que é a correção da ortografia, da pontuação e da coesão. Verifique se não há repetições no texto e, caso essa falha tenha acontecido, faça substituições por meio da pronominalização ou por meio de sinônimos, hiperônimos e hipônimos.

5. Coloque o título
Lembre-se sempre de que o título é a última coisa com a qual você deverá se preocupar, afinal de contas, se você fizer isso antes do texto pronto, as chances de ele não ficar condizente com a redação serão enormes. Ao longo do processo de escrita, novas ideias vão surgindo, por isso é mais adequado deixar o título para o final. Seu título deve ser interessante para que o leitor sinta-se convidado a ler sua redação e, para que seja interessante, ele não deve ser curto demais ou dar muitas pistas sobre o conteúdo do texto.

6. Passe o texto a limpo
Depois de todas essas etapas, é hora de passar o texto a limpo. Nós sabemos que nem sempre dá tempo de fazer um rascunho para só depois reescrever o texto, mas sempre que possível, siga essa dica. Capriche na letra, pois uma letra ilegível impossibilita ou dificulta a leitura (lembre-se de que nem todas as pessoas estão dispostas a decifrar incógnitas), levando por água abaixo todo o seu esforço para escrever bem.

 
Via Brasil Escola

Deixar um comentário

*